CHARADA - O grande guerreiro


         Um grande guerreiro não retornou da caçada. Sua família lhe deu por morto, todos, exceto seu filho mais novo, que todo dia perguntava: "Onde está o meu pai? Onde está meu pai?"
        Os irmãos mais velhos da criança, que eram mágicos, finalmente saíram para procurá-lo. Eles voltaram com a sua lança quebrada e uma pilha de ossos. O primeiro filho reuniu os ossos em um esqueleto, o segundo filho colocou a carne sobre os ossos, o terceiro filho soprou vida na carne.
        O guerreiro se levantou e caminhou para a aldeia onde havia uma grande comemoração. Ele disse: "Eu vou dar um bom presente , um chicote de rabo de vaca, para a pessoa que me trouxe de volta à vida." (O chicote de rabo de vaca era considerado um presente de muito prestígio, um símbolo de grande honra e aclamação.)
        Cada um de seus filhos gritou: "Dê para mim, eu mereço mais.“    
        O primeiro filho disse: "Fui eu quem reuniu e montou seus ossos."     "
        E pai , fui eu, o seu segundo filho, que trabalhou para colocar carne sobre os ossos."     
        "Sim, mas eu fui o único que deu vida a carne", disse o terceiro filho: "Então, o chicote de rabo de vaca deve ser meu."     
        "Humm, tudo verdade, eu não poderia ter filhos melhores do que vocês."
        A qual filho foi dado o chicote de rabo de vaca?



RESPOSTA

     



contato@charadaslegais.com.br

Política de Privacidade